sábado, 25 de dezembro de 2010

Uma linda mensagem de Natal

PARA O NATAL


(Roseana Murray)

Para o Natal reserve os mais belos

gestos,

a dança mais cristalina,

escolha uma estrela longínqua,

que ainda não tenha sido descoberta,

para enfeitar a festa.



Embrulhe palavras com luz

e oferte a quem ama:

não há presente mais certo.



E que caibam na mesa

os que já se foram,

os que ainda não chegaram

e os que enchem a casa de sol.



Para o Natal pinte as mãos

com sua cor preferida

e distribua beijos

como vagalumes

para lembrar o homem

que nesta hora, em algum lugar

distante no tempo,

transformava água em vinho

e multiplicava os peixes.



Roseana Murray, dezembro de 2010

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

A verdadeira história de Papai Noel

Papai Noel é um ícone cultural nascido no século IV


O simpático velhinho de roupa vermelha e barba branca, que vemos nestes dias com destaque em centros comerciais de todo o mundo, tornou-se um ícone cultural da sociedade de consumo do terceiro milênio.

Apesar de ter sido baseado em um bispo que viveu no século IV da nossa era, o sorridente personagem que encanta as crianças foi elaborado nos últimos 17 séculos com elementos de mitos de diversas regiões e países.

O personagem original foi bispo da cidade de Mira, no antigo reino de Lícia - na atual Turquia - de nome Nicolau, célebre pela generosidade mostrada junto a crianças e pobres, mas que, mesmo assim, foi perseguido e preso pelo imperador Diocleciano.

Com a chegada de Constantino ao trono de Bizâncio, o bispo Nicolau foi libertado e pôde participar do Concílio de Nicéia (325). Após a sua morte, foi canonizado pela Igreja Católica como São Nicolau. Surgiram, então, incontáveis histórias de milagres realizados pelo santo em benefício de pobres e desamparados.

Nos primeiros séculos após sua morte, São Nicolau tornou-se padroeiro da Rússia e Grécia, bem como de inúmeras sociedades beneficentes e das crianças, jovens solteiras, marinheiros, mercadores e prestamistas.

A partir do século VI, foram erguidas várias igrejas dedicadas ao santo, mas essa tendência foi interrompida com a Reforma, quando o culto a São Nicolau desapareceu da Europa protestante, com exceção da Holanda, onde era chamado de Sinterklaas.

Na Holanda, a lenda do Sinterklaas fundiu-se a antigas histórias nórdicas sobre um mago mítico que andava em um trenó puxado por renas, premiava com presentes as crianças boas e castigava as que se comportavam mal. No século XI, mercadores italianos que passavam por Mira roubaram relíquias de São Nicolau e as levaram para Bari, a partir do quê essa cidade italiana, onde o santo jamais colocou os pés, tornou-se um centro de devoção e peregrinação.

No século XVII, emigrantes holandeses levaram a tradição de Sinterklaas para os Estados Unidos, cujos habitantes adaptaram o nome para Santa Claus, mais fácil de ser pronunciado, e criaram uma nova lenda, consolidada no século XIX, sobre um velhinho alegre e bonachão que percorria o mundo em seu trenó no Natal, distribuindo presentes.

Enquanto nos Estados Unidos ele era conhecido como Santa Claus, do outro lado do Atlântico, no Reino Unido, chamava-se Father Christmas (Papai Noel). Com um nome ou outro, o certo é que o personagem baseado no bispo Nicolau tornou-se rapidamente o símbolo do Natal - estimulando as fantasias infantis - e, principalmente, ícone do comércio de presentes de Natal, que envolve anualmente bilhões de dólares.

A tradição não demorou a cruzar novamente o Atlântico, dessa vez renovada, e se estender a vários países europeus, em alguns dos quais Santa Claus mudou de nome. Na França, o Father Christmas dos ingleses foi traduzido para Père Noël, nome que os espanhóis traduziram apenas pela metade - Papá Noel - e se estendeu rapidamente à América Latina.

Dizem ainda que o visual moderno do Papai Noel (roupas vermelhas e gorro com barrete branco) teria sido uma invenção da Coca-Cola, que nos anos 30 promoveu uma campanha repaginando o Bom Velhinho com as cores oficiais de seu produto.

Da AFP Paris

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Natal!



Desejo a todos um Natal pleno de fraternidade, harmonia e encontros com a verdadeira essência desta festa: o olhar o outro como uma extensão de si mesmo, exercitando a compaixão.
Este pequenino presépio foi elaborado a partir de cabacinhas que ganhei de presente de uma amiga. Amei os resultados e creio que as figuras ficaram interessantes. Usei também massa biscuit, colorida antecipadamente com tinta a óleo.
Posted by Picasa

domingo, 12 de dezembro de 2010

Menininha


Menininha, em detalhe, com as pequenas alterações que fiz, colocando uma borboleta esvoaçante. Adorei o resultado!
Posted by Picasa

Parece que vai chover...

Uma moçoila elegante preparada para o passeio!
Posted by Picasa

"Japinhas"


Adoro preparar caixinhas com este tema, pois elas ficam graciosas. Olha só como esta menininha, com ares de abusada, ficou bonitinha... Certamente um belo presente para quem a receber!
Posted by Picasa

Uma bailarina!


Posted by Picasa

Ursinho sapeca



Posted by Picasa

Verão!




Mais uma caixinha com o tema praia!

Posted by Picasa

A moça do chapéu.



Esta caixinha foi preparada para atender uma encomenda. Ficou muito bonitinha, não acham?
Posted by Picasa

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Mudanças sutis, mas essenciais.

Mudei os detalhes de uma das caixinhas das "senhoritas".
Achei que a primeira pintura do nariz e olhos não havia ficado legal (vejam aí logo abaixo). Sou exigente com meus trabalhos.
A foto da caixinha da bonequinha "Sunflower" é repetição, já que a publicada anteriormente ficou desfocada!
A minha "produção" ( sempre noturna e nos finais de semana) continua firme e forte. Alguns amigos se espantam... Mas adoro o que faço e, então, tudo fica mais fácil. Não sinto o tempo passar...


Obrigada pelas visitas ao blog.
Posted by Picasa

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Novas Senhoritas...




Posted by Picasa

Mais caixinhas.


Para alegrar todos os gostos. Adoro as caixinhas com figuras de gueixas, pois elas são sempre encantadoras. A dama de chapéu esbanja elegância, assim como a menininha. Tenho uma amiga que costuma dizer que "essas menininhas têm sabor de infânica feliz!".

Aproveitem para apreciá-las e deixem seus comentários!

Posted by Picasa