sábado, 16 de abril de 2011

Ave Maria!

Minha mais recente criação.
Nestes dias de elaboração das Santinhas me faço acompanhar das lembranças da infância e da presença da minha mãe - que já não mais está neste plano. Recordo-me das músicas que ela cantava e, por tabela, me ensinava. É interessante como a vida vai e vem neste fluxo maravilhoso chamado memória, pois ao lembrar das músicas e da verdadeira devoção que d. Creuza dedicava à figura de Maria, enxergo-me criança outra vez. Isso alimenta!
Não tenho religião formal, mas gosto de estudar as várias delas existentes e ainda buscar o entrelaçamento dos mitos e ritos que as constituem. Um excelente exercício e modo de ampliar percepção.

Um comentário:

Anônimo disse...

Muy Bello....Estoy feliz por saber como visitar su Blog...Besos mary